domingo, outubro 30, 2005

attention for it!

n



a



d



a







E tudo. A diferença entre ambos é uma expressão booleana... "Aqui em tal momento reside uma partícula. Verdadeiro ou Falso?". Mas aqui onde e quando? O sim e o não estão tão juntos que a diferença entre elas é uma mudança de lugar de onde se olha, mesmo que não se tenha nada a ver com a história. E eu nem vou citar o algo fora do material.

Isso é tudo muito óbvio, pq as histórias sempre são mais complexas do que quando contadas. Mas essa é a minha opinião mal-formada do porquê que os robôs nunca substituirão os naturais seja-lá-o-que-forem-naturais. Não há caos dentro de um circuito, por mais inderteminístico ou sofisticado que seja. E quando houver caos, haja paz entre caos e ordem ou não, ele deixará de ser robô.

(E eu nunca entendi a gravidade que as pessoas recebem com os problemas dos clones. Pra mim, eles são os injustiçados nessa história toda. Ninguém pede para nascer, eu acho.)

Talvez já tenham dito muito a muito tempo que o mundo está mudando demais. Eu olho pro que me disseram e ouço o que vejo e não tem jeito: tenho que ficar repetindo esse lugar-comum. Quase sei que isso se repetirá nas bocas dos outros num futuro muito distante. Mas é tudo estranho: MTV, deliberação de coisas que eram somente ditas isoladamente, Terrorismo & Violência, vulgarização ou pior, normalização dos mesmos, religião = torcida de time de futebol, conhecer o outro é perguntar coisas polêmicas, mundo de regras, massificação do ridículo, auto-ajuda, auto-privação de privacidade, vingança como esporte radical... Provavelmente coisas normais hj eram definitivos escândalos para antigamente. Mas é tudo assaz denso e deveras concentrado.

O mundo se transforma aos olhos, a natureza se contorce, o homem faz que entende e o caos tem sobrepujado a ordem.

Vem coisa nova aí.

...

!!!em-ieziD !aditelfeR arreT ad sotirípsE

,otsor uem me azelatrof ierartnocne ednO

rev em a siam revitse oãn odnauQ

?sassov salenaj sa etnareP


...

music of the day: Jimmy Cliff - Sitting in Limbo

"A sorte inveja, Lídia. Emudeçamos."
Ricardo Reis, [Sem Título]

1 Comments:

Anonymous ianniu said...

nada me diz tanto pra comentar senao o texto espelhado.
why?

2:00 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home