quarta-feira, julho 27, 2005

Mensagem Na Areia

Eu olho a calma como quem sente o vento no ar
Como um pássaro livre no alto, quieto a contemplar
Um mundo de espaços transformados em tempo
que vai correndo, sem pro passado olhar

Eu sinto a calma como quem sente o barulho do mar
Como uma jangada tão leve nas ondas a levar
Tudo o que o pescador sentiu na tez da saudade
Tudo o que um peixe a ele pode se tornar

Eu quis a calma como quis o filho as chagas do mamar
Como a boca sedenta quer a água, Como o sono quer o sonhar
Simplesmente quis a calma como quem suplica a vida
Quando a vida fugiu sem que pudesse amar

1999 eu acho

1 Comments:

Anonymous ianniu said...

boba q sou, to impressionadas com a foto...

aff...
jaja faço isso com o meu.. :(

12:33 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home