sexta-feira, setembro 16, 2005

3 da manhã



olá, lua,
Estou vazio, estás cheia
E há uma vaga distância entre teu corpo móvel e meu olho fixo.

olá, lua,
Estou teu hoje, e chove...
E tua luz atravessa a noite como se fosses dona desta rua

Mas, lua,
Tua beleza hipnotiza.
Tua redoma se faz branca (o mar que te prateia), por quê?

és crua.
Por que és bonita, ã?
Ficas andando pela noite, enquanto eu fico sob tua asa...

Ao menos
Sejas discreta, por Deus...
Não zombes de minha vida que entardece em tua face escura

És uma lua,
Teu branco é do Sol
Tua beleza é da luz. eu ao menos consegui emitir alguma coisa.

E, lua, tu?
Deixa desta bobagem
Encha esta noite com esta luz emprestada e me dê sono profundo.

1 Comments:

Anonymous ianniu said...

fiqui tão triste de numter bostado antes..:(

12:28 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home