quarta-feira, setembro 28, 2005

let it!

Um estágio! Será que eu consegui?

No primeiro dia que eu fui, não pensei que conseguiria ouvir que seri o estágiário no lugar de silvio na Justiça Federal. Eu não tenho certeza e serei. Odeio com todas as forças cantar qualquer tipo de já-ganhou, até mesmo os mais óbvios.

No segundo dia que eu fui, fiquei bem menos tempo, por causa da aula. Mas a euforia desaparece. E sobra o sentimento que não prevaleceu antes, mas está incrustrado desde que os quases tomaram conta da minha vida: Medo. Será que eu não corresponderei expectativas?

Qualquer resposta para isso é "relaxe"! Eu sei, e eu estou tentando. Mas não é medo de "OhmeuDeuseuvoulascarcomforça!" mas um medo feito pela auto-afirmação. Será que serei aceito na segunda, quando entregar meu sofrível histórico escolar?

Ansiedade que só fez tremer meu humor hoje. Mas nada infundado, pois eu sei o quanto sou pouco comunicativo, e sou muito suscetível a fazer com que muitas folhas da árvore me impeçam de ver a árvore em si.

...

Besteira. Este bost é um suspiro do meu momento. Tenho muito mais com o que me preocupar.

...

Mas ainda tenho uma bolsa eminente também.

Será que eu fiz besteira? Colocar muita coisa?

...

Parei de ver tv. Me esqueci em que mundo vivo.
Tenho ouvido menos música. Preciso ouvir a minha própria.
Eu vi 3 carros de som ao mesmo tempo.

Sim, Silêncio, sinta-se à vontade. Desculpa não deixá-lo entrar na minha casa quando estou acordado. Gostaria de um dia ir morar contigo por uns tempos.

...

Acho que meu bom humor não pode ser muito colocado em palavras de um blog, ou um diário. Ou isso ou é porque nao consigo, mas de qualquer maneira eu só sei postar nesta bixiga quando não estou alegre.

Djabéissom!

Mas não quer dizer que eu tento... Queria tanto que o bacanal sobrevivesse...

music of the day: Música Indiana, ontem à noite, deitado, quando achava que não conseguia me deitar.

"Eu fico com essa dor
Ou essa dor tem que morrer
A dor que nos ensina
E a vontade de não ter
Sofrer do mais-que-fruto
Nós precisamos aprender
Eu grito e me solto
Eu preciso aprender
Curo esse rasgo ou ignoro qualquer ser
Sigo enganado ou enganando meu viver
Pois quando estou amando é parecido com sofrer
Eu morro de amores, eu preciso aprender"
Luiz Melodia - Dores de Amores

1 Comments:

Anonymous ianniu said...

seus posts fazem um carnaval na ,minha ment..
eh muita coisa!


eu sinto umapequena dor com a final frase significativa..
e eu assim como o sinhô, tenho tantos medos...
:(

2:51 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home