terça-feira, março 13, 2007

relax about it!

De passagem, a encruzilhada decide ficar no ponto tal do meu caminho.
Espera, de tocaia, sem que eu saiba, com três cartas escondidas na manga e uma pergunta que eu não conheça - supõe - a resposta.
Tal serelepe escolhe caminhos para se interligar. Uma encruzilhada dificilmente coloca becos-sem-saída. Perde a graça do seu joguinho.
Com astúcia, faz-me a perguntar questões que só um caminho saiba responder.



Tais encruzilhadas não são, como pensam, uma organização organizada, com o intuito de derrubar o governo do ministério essensciocrático vigente em meu coração.
É uma praga de cupim...
apenas.
Uma cultura. bactérias fervilhando meu corpo em febre de desespero e divisão e anarquia e caos.
Faz-me prostrar à medicina de qualquer espécie e ao rito de qualquer objetivo, em busca do barulho do mar que ouvi antes de nascer...
... e também muito antes mesmo de o mundo se criar e ser criado, quando o Criador o assobiava
lançando a Dúvida Suprema
para que, no fim, ele - o tal Criador - encontrasse, em resposta, para Si e para mim
Paz de espírito.

music of the day: Yoko Kanno & The Seatbelts - See You Space Cowboy

autor desconhecido

Marcadores: ,

3 Comments:

Blogger Martché said...

Já assistiu "E aí, meu irmão, cadê você?"?

Não tem nada a ver com o post, tirando a parte da encruzilhada.

Assiste!

Abraço Sima

1:27 AM  
Anonymous Elisa said...

Rodrigo, meu filho!!
Voltei com o pure nure, mas mudou o endereço =D olha lá

9:01 PM  
Blogger Tiago Azevedo de Aguiar said...

acho que o assobiu dele era meio nosense.
Olha o que saiu!

7:35 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home