sábado, janeiro 21, 2006

find its meaning!

...

music of the day: O filme "Ray"

"Eu não tinha pais, adotei o céu e a terra como meus pais.
Eu não tinha casa, adotei estar consciente como minha casa.
Eu não tinha vida nem morte, adotei respirar e aspirar como vida e morte.
Eu não tinha meios, adotei a compreensão como meio.

Eu não tinha habilidade especial, adotei a moral como minha habilidade especial.
Eu não tinha olhos, adotei ser rápido como a luz como olhos.
Eu não tinha ouvidos, adotei a sensibilidade como meus ouvidos.
Eu não tinha membros, adotei a agilidade como meus membros.

Eu não tinha estratégias, adotei a concentração e não desvanecer em pensamento como estratégia.
Eu não tinha projetos, adotei a previsão de oportunidades como projeto.
Eu não tinha princípio, adotei a adaptação às situações como princípio.
Eu não tinha amigos, adotei meu coração como amigo.

Eu não tinha talento, adotei a persistência como talento.
Eu não tinha inimigos, adotei a imprudência como inimiga.
Pra mim não haviam milagres, adotei em levar a vida corretamente como meu milagre.
Eu não tinha corpo, adotei a paciência como corpo.

Eu não tinha armadura, adotei a compaixão e a solidão como minhas armaduras.
Eu não era iluminado, adotei a determinação como iluminação.
Eu não tinha espada, adotei a ausência de ego minha espada."

Crença do Guerreiro, poema samurai de origem incerta, que encontrei em Chonchu #15 meio que adaptado pelo autor, Kim Sung Jae. Coreano. Outro post eu coloco a versão que encontrei em inglês e menos constextual, que é mais completa.

Pra me lembrar.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home