segunda-feira, abril 25, 2005

Desorder it!

Eis uma série de coisas que acabei percebendo este fim de semana:

# A desordem cria! A ordem destrói!

# A beira-mar (margem, de qualquer coisa) não é só um não-lugar como uma possibilidade de surgimento de muitos lugares.

# celulares não são tão ruins assim como eu pensava antigamente.

# Tenho uma prova quinta

# Despertadores exigem muito mais atenção do que se pensa.

# É muito melhor resolver seu próprio problema do que ir atrás dos dos outros.

# O tempo (ou Deus, dependendo do PV adotado) tem um senso humor sarcástico, e tem particular sabor para ironias.

# A lua extremamente cheia sobre um mar raso produz caminhos de prata mais definidos.

# Existe tanta gente talentosa que chega dá uma alegria e uma dó.

# Ás vezes a poesia e a mensagem (divina, por assim dizer) existem quando vc sacraliza o profano e quando vc profana o sagrado.

# Quarup, no final das contas, deve ser um livro bom........

# Em encontros da FTL e em companhia de amigos artistas, me sinto bem mais inspirado.

# Em recitais de poesia, escolha poemas que sejam mais feitos para serem ditos do que os que são para serem lidos.

# tenho miniprova sexta de manhã

# Quando os cães latirem pra vc, e disserem que vc está errado, sorria-lhes: Se estiverem certos, vc só precisa se arrepender, ou não. Se não estiverem, é só seguir em frente.

# etc, etc, etc...

music of the day: Elomar - Cantiga do Estradar

"As teorias que explicam o universo / Os versos que vasculham o coração / Os garis, estivadores e arquitetos / A fé manipulada dos cristãos / As alegrias, alergias, os afetos / Os fatos, frases, a simulação / O país ajoelhado, a morte, o sexo / A culpa e o olhar de acusação /(...) Os dias, datas de aniversário / Os quartos de hotel, o avião / Os livros, discos, dicionários / A madrugada e o olhar sem direção / Os velhos, as crianças e os parques / Os templos, tumbas e memoriais / A nova velha forma do desastre / Bandeiras, panos, lenços, aventais...

O que é tudo isso diante da pólvora?
(Dessa paixão que se renova)"
Paralamas do Suscesso - A Pólvora

4 Comments:

Blogger elisa said...

a vida é simples, simples...mas tem horas que parece que isso é mentira!!!=D

10:45 AM  
Anonymous Diogo said...

Pois é guri! Coisas que foram perdidas em um unico final de semana? Eu levaria uma vida inteira para achar o que voce perdeu em dois dias...

Poesia para ser dita em voz alto, a luz de velas, com um som requiem: O Morcego - Augusto dos Anjos

Abraços

Peace out

1:23 PM  
Anonymous Diogo said...

meu Deus como eu escrevi errado, acho que estou ficando dislexico!

ahauhauahuahuah

Peace out

1:24 PM  
Anonymous ianniu said...

dislexia eh comigo emsmo!!!
ahuuhauhauhauhaua
olhae!
mesmo=emsmo
auahuiahuiaiuah


mas sim!
esse fds foi o da casa de diogo?

estou com dúvidase o domingo ta frio.. dai ja viu né?
:P

5:08 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home